Em 19/05/1962, Ela voou a Nova Iorque para encenar seu último ato no baile de gala pelo aniversário do presidente John F. Kennedy, só para cantar Happy Birthday . Ela parecia ter ensaiado a vida inteira para aquilo, e de fato tinha. Pagou 5.000 ou 12.000 dólares ao figurinista ganhador do Oscar Jean Louis, para lhe fazer o vestido que só Marilyn Monroe pudesse usar. O vestido justíssimo e coberto de pedrarias a fez resplandecer assim que pisou no palco, parecia estar nua, mas nunca esteve tão bela. Ela se preparou para cantar Happy Birthday do jeito mais sensual e provocante que pode. Era tudo proposital, cada palavra da sua boca parecia transpirar sexualidade, doçura e prazer. Quando ela entrou no palco do Madison Square Garden para cantar, estava atrasada, ela vivia atrasada, estava sempre atrasada. Peter Lawford, cunhado do presidente e mestre de cerimônias a anunciou como “the late Marilyn Monroe”, em inglês late quer dizer “atrasada”, mas também significa “falecida”. Era o último ato.

Posted Há 2 anos with 3 notas
  1. nothing-isimposible reblogou isto de welcome-to-your-hell
  2. welcome-to-your-hell publicou isto
©